Artigo Jornal das Alagoas - Dia do Nordestino

sexta-feira, 11 Outubro 2019 - 15:12
Dia do Nordestino

No último dia 8, celebramos o Dia do Nordestino. Um tema bastante atual. Já fomos um grande cenário de desenvolvimento da América Latina, com a chegada dos portugueses e a produção da cana de açúcar. Depois, fomos renegados a um coronelismo marcado por períodos de seca. Produzimos alguns heróis como Antônio Conselheiro, Lampião e Padrinho Padre Cícero. E poucas vezes se discutiu, realmente, como o Nordeste deveria estar no desenvolvimento do Brasil.

Na época do Lula/Petismo vivemos uma evolução de desenvolvimento, onde muito dinheiro foi investido, especialmente em Pernambuco. É óbvio que programas de transferência de renda, como o Bolsa Família têm a sua importância e são necessários para o desenvolvimento da região. Mas, ao contrário do que cantou Elba Ramalho, na música de Vila Nova e Braulio Fernandes, o Nordeste não deve ser independente.

Estou ficando preocupado com esse surto independentista que anda rondando o Nordeste. Nós temos governadores nordestinos de esquerda, como o líder Flávio Dino (MA) que começam a querer usar o Nordeste como massa de manobra política. Isso pode, sem dúvida nenhuma, ser uma arma muito perigosa.

Estão criando o Consórcio Nordeste. Uma uma peça fundamental para convênios internacionais, para encontramos soluções únicas que unam todos os estados. Porém ela pode se tornar uma arma contra os nordestinos, se ela for utilizada ideologicamente, partidariamente. Isso me deixa muito assustado.

Pouco se fala dos problemas da região. Como a transposição do Rio São Francisco, o Canal do Sertão, os momentos de seca, os problemas ambientais. Só perdemos para o Norte na falta de tratamento de esgoto.

É verdade que temos joias que precisam ser copiadas, como a educação do Ceara, o nosso turismo. Mas nós dependemos do Brasil. Nós dependemos da Federação, da União. Porque somos os filhos mais pobres da Pátria. O Consórcio deve servir para achar soluções únicas e inovadoras. Mas não pode servir para ser uma espada na cabeça de cada presidente que passar pelo país.

Vamos esquecer essa história de Nordeste independente. A nossa Pátria é o Brasil. A nossa nação é brasileira. Somos da República Federativa do Brasil.